/n

A mente pode aceitar fronteiras em qualquer lugar.
A verdade, porém, é que, por sua própria natureza, a existência não pode aceitar fronteiras de espécie alguma, pois o que haverá do outro lado do muro?
Céu e novamente um outro céu.
Por isso é que estou dizendo que céus sobre céus estão disponíveis para o seu voo.
Não se contente facilmente.
Os que se contentam com pouco permanecem pequenos: pequenas são as suas alegrias, pequenos são os seus êxtases, pequenos são os seus silêncios, pequeno é o seu ser.
Mas não há necessidade disso!
Essa pequenez é uma imposição que você mesmo faz à sua liberdade, às suas possibilidades ilimitadas, ao seu potencial sem limites.”

(Osho)

Leave a Reply